3 quartos de menina e suas histórias

Nenhum Comentário

10. 10. 2017

Por tatiana-mello

 

Por ocasião do mês das crianças, decidi dividir com vocês que acompanham o blog um pouco do que me inspirou na concepção de alguns quartos que fiz para os pequenos. Esta semana, três quartos de menina e as histórias que acompanharam o processo.

 

 

Quarto 1

A cama é, sem dúvida, a grande estrela de qualquer quarto, mas no caso do quarto da Gabriela o móvel é ainda mais importante. É que a pequena herdou a cama da infância da mãe e foi a partir deste item que saiu todo o conceito do cômodo.

 

Pra começar, a cama foi laceada e a partir daí pensamos no restante. Na época a Gabriela ainda era muito novinha e coube a mãe escolher o rosa como cor principal, utilizado em três tons diferentes. As paredes ainda tem um grande painel de fotos com imagens da pequena em diferentes idades.

 

Com o tempo, o quarto feito há cinco ou seis anos passou por alguns ajustes, que foram feitos para se adequar as diferentes idades da criança. Esse é um ponto importante para o qual os papais devem estar atentos.

 

Das coisas satisfatórias que o trabalho traz… Olha a alegria dessa princesinha em mostrar o seu quarto dos sonhos! Deslize o dedo para o lado para ver até o fim. 👸🏼 #TatianaMelloArquitetura #MêsDasCrianças #Quartodecriança #QuartodeMenino #Quartodemenina

Uma publicação compartilhada por Tatiana Mello Arquitetura (@tatianamelloarquitetura) em

 

Quarto 2

 

Este segundo quarto fez parte de um projeto que fiz para todo o apartamento da família. A Leandra, a mãe, me fez um único pedido: priorizar o espaço no quarto e investir em armários, para guardar os brinquedos, roupas e demais objetos da filha. Ou seja, não poderia acrescentar muitos móveis, apenas a mesinha de estudo e a cama.

 

Um trunfo deste quarto foi não datar tanto a fase da criança. Pelas fotos, é possível ver que, com pequenos ajustes, ele pode ser usado até a adolescência da menina.

 

 

Quarto 3

 

Neste terceiro exemplo, um apartamento mais antigo, que me instigou a criar em cima de uma estrutura já definida, e um quarto para duas irmãs. A ideia foi desenvolver tudo de modo a aproveitar o que o imóvel já tinha, como o piso de madeira, por exemplo, que eu adoro.

 

As meninas, como já eram um pouco maiores, queriam um espaço amplo para guardar as roupas e, assim como nos dois exemplos anteriores, criei um closet – um lado para cada irmã. Para compensar o espaço perdido pelo closet e para não prejudicar a sensação de amplitude, entrei com espelhos.

 

Outro pedido especial veio da mãe que não queria tanto espaço para brinquedos, pois além da questão da transição já mencionada, o quarto era compartilhado e uma sairia da infância antes da outra.

 


E aí gostou? Quartos para criança são um universo bastante amplo. Adoro mergulhar nos pedidos e nas diferentes possibilidades de ousar neste tipo de projeto. Semana que vem mais três quartos, desta vez de meninos. Até lá você me acompanha no Instagram para mais dicas.

 

 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *