+3 quartos de criança: desta vez, com as histórias dos projetos para meninos

Nenhum Comentário

17. 10. 2017

Por tatiana-mello

 

Na semana passada falei das histórias que envolveram a criação de três quartos que fiz para meninas. Nesta semana é a vez dos meninos, com mais três projetos, o que me inspirou e quais os desafios por trás deles.

 

 

Quarto 1

 

Neste primeiro projeto o pequeno cliente ainda era quase um bebê. A época era aquela da transição entre o berço e a caminha. Então tudo foi pensado para esta primeira transformação e para as próximas. Então já foram adicionados espaços para estudo, para guardar os brinquedos, além de um guarda roupa. No geral, um projeto bem simples com as paredes em um tom de azul, assim como a estante.  Entramos ainda com um detalhe de roda teto em papel de parede.

 

Neste quarto havia uma janela próximo a cama. A solução foi adicionar grades para que o garoto não tivesse acesso. Segurança em quartos de criança é sempre uma prioridade. Vale lembrar ainda, que espaços menores, como neste quarto, nos trazem sempre o desafio na hora de montar esse quebra-cabeça.

 

 

Quarto 2

 

Aqui já tínhamos alguns móveis e um espaço para cama no layout do cômodo – no caso, de casal – que não deixava muita margem para criação. A mãe estuda junto com o filho, então era necessário que a escrivania estivesse preparada para a os dois estudarem junto. A mesa solta permite a mudança de lugar ou um alongamento no espaço da brincadeira.

 

O pequeno cliente é fã de futebol e pediu que o esporte favorito fizesse parte da decoração. Como solução, adicionamos um papel de parede com o tema. E parece que deu certo! Olha só o depoimento dele que eu postei no instagram.

Vai passando pela sua timeline um verdadeiro principezinho falando sobre sua experiência com o quarto que eu projetei. Me emocionei!!! Amanhã tem texto novo no blog contando as histórias de 3 projetos meus para #quartodemenino. Você não vai perder,né? #tatianamelloarquitetura #quartodecriança #mesdascrianças #blog #decor #arq

Uma publicação compartilhada por Tatiana Mello Arquitetura (@tatianamelloarquitetura) em

 

Quarto 3

 

Neste terceiro quarto tive um desafio a mais. A cliente veio com o filho ao escritório e ele foi categórico ao dizer que queria um beliche. Até aí tudo bem, mas ele também queria dormir no chão. Ou seja, teríamos de abrir mão da cama e colocar o colchão direto no piso. Embora a mãe tenha se colocado contra, não teve muito jeito.

 

Dada a exigência coube a mim encontrar uma solução. Optamos por um tablado para receber o colchão. No beliche, optei por uma estrutura em metalon e pronto. Trabalho concluído com sucesso. Clientes, mãe e filho, satisfeitos.

 

 

Foi uma delícia falar sobre o quarto dos pequenos. No Instagram você confere outras dicas. Me segue lá e até semana que vem.

 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *